Sent on by
Juliana Faria
Send Your Own Message

Querida sobrinha,

Quando lhe escrevi essa carta você tinha pouco mais de dois meses e já alegrava meus dias. Hoje, depois de 35 amos, eu acredito q eu já esteja casada, com filhos, talvez netos e q você tenha se tornado uma linda e incrível mulher. Espero q você tenha tido uma infância maravilhosa, q tenha aproveitado intensamente sua adolescência pois essa sem dúvidas é a melhor fase da vida, espero também ter sido além de sua tia-dinda sua amiga, ter lhe ajudado em momentos de dificuldade e ter compartilhado muitos momentos de felicidade com você. Já tomamos um porre juntas? Se não, precisamos nos juntar com a tia Mari e a tia Thay pq meus melhores porres foram com elas. Agora, deixa eu te contar um pouco do mundo em q eu vivi: a minha infância junto com o seu pai foi incrível, temos pouca diferença de idade, então brincamos muito juntos, lembro q na nossa casa tínhamos poucos móveis pq nossa mãe dizia q era melhor, assim teríamos mais espaço pra brincar, lembro também q nosso pai trabalhava muito e mesmo assim foi o melhor pai do mundo (sei q ele tbm é um bom avô), quando criança, não tínhamos muito dinheiro então nossa mãe tinha q caprichar nas comidas já q não íamos a muitos restaurantes. Seu pai foi um adolescente bem estranho hahahahahahaha, um dia peça a ele pra te mostrar a cabeleira dele na época da faetec. Sempre fomos amigos, quando criança, lembro de ter batido no vizinho q bateu nele e como eu era menor, o menino não fez nada. Enfim Valentina, depois de ter entendido um pouco como foi a nossa infância, quero falar sobre o seu futuro, q no caso já vai ter sido passado e… Aff isso ficou confuso né? Hehe. O q eu quero dizer é q eu espero q na sua vida você tenha aproveitado os dias de sol pra brincar na rua, correr, soltar pipa, subir em árvores, sem toda essa tecnologia q as crianças hoje em dia gostam, e q nos dias de chuva você tenha brincado de fazer cabaninha de lençol. Espero ter sido pra mim q vc contou sobre seu primeiro amor, seu primeiro beijo, q você tenha me contado sobre seu primeiro porre, sua primeira decepção amorosa e tantas outras coisas importantes na sua vida, q eu seja para você uma grande amiga. De sua tia-dinda q te ama com todas as forças,

beijos, Juliana.

 

Share on:
 
Send Your Own Message

More Messages to the Future

 

Dear Tomorrow,

No plastic straws, no water bottles, shop local, no meat.

 

Dear Tomorrow,

We only have 11 years left until the damage done by climate change is irreversible.

 

Dear Tomorrow,

The only way to survive it, even if you don’t feel like you’re winning, is to keep your hands on the rope.

 

Dear Tomorrow,

I promise I’ll replace our lights with LED lights.

 

Dear Lalo,

I hope whatever happens, whatever I can’t imagine that you may face, that you will continue to seek light.

 

Dear Gabriel,

One day ten or twenty years from now, when you look back from the future, you will be able to clearly see the entire path.

 

Dear Thomas,

When you look at me with those big beautiful eyes and that innocent smile, you make me want to fight harder. And I do.

 

My future husband,

I want us to read this in future time and remember all the senses and views we witnessed.

 

To My Daughter and Future Grandchildren,

There are so many more things that we can do together to help our Earth from the damage that has been done, and I am so excited to teach you.

 

To my daughters,

In order for you two be happy and healthy, we all need to work hard to prevent climate change.

 

Dear Future Family,

As I’m sitting here trying to think of the best words to say to you all, I am thinking of one major thing: that I can only hope that you all get to experience the incredible beauty created by our planet.

 

Dear Rowan & Tristan,

I promise to do everything I can as a daughter to our great Mother Earth to protect her wildlife and trees.

View All Messages

Send Your Own Message