Sent on by
Fátima Valadão Carriello
Send Your Own Message

Meus filhos, meus netos, sobrinhos…

 

Vimos o quanto estamos “perdendo tempo” em não olharmos à nossa volta e acordarmos para tudo o que está acontecendo, não somente aqui em nossa cidade, mas, em todo o mundo: o descaso das autoridades, a não recuperação, ainda, de algumas das áreas atingidas na tragédia climática de 2011 em nossa cidade, uma poluição terrível nos rios, uma falta de água em várias cidades, uma seca terrível em várias (hoje não é somente o Nordeste que tem seca, outras cidades em outros estados e regiões, devido à falta de água, à falta de chuvas…), as plantações perdidas por falta de água, a ganância dos empreendimentos desmatando as florestas, etc… Muita violência, muito desrespeito às regras da cidadania. Gostaria de que o tempo do futuro de vocês, fosse igual ao tempo de minha infância (não estou tão velha assim, estou com 54 anos), quando ainda víamos uma boa perspectiva, mas, hoje, se nada for feito, o futuro não será tão simples. Morrem muitos por fome, por guerra civil,por guerra religiosa, por guerra urbana (tráfico, sequestro…), mas, “a esperança é a última que morre” e se houver mobilização, mudanças poderão acontecer. Que vocês saibam cuidar da vida e do futuro de vocês, para que as gerações que vierem através de vocês tenham boas histórias para serem contadas. Com todo o meu amor, que é eterno. Que DEUS os abençoe. Sua mãe, sua avó e sua tia…Fátima da Conceição Valadão Carriello.

Share on:
 
Send Your Own Message

More Messages to the Future

 

I promise to take shorter showers.

 

To all the children of the future and those who love them,

While there is still breath in this body I will give of my soul and my time and energy to making the world a better place, for you, and all the beautiful living beings of this world.

 

Dear Daughter,

Tonight at bedtime, you asked, seemingly out of nowhere, “why are the glaciers disappearing?”

 

Dear Tomorrow,

I promise to go DEEP GREEN

 

Salutations to whoever may be reading this,

I promise to do my part. I promise to be the change I want to see in the world, and I hope that you, reader, will do the same.

 

Oh My Lovely Faizan,

I love you my son. You are waking up now. Hopefully tomorrow, more of us will, too.

 

Dear Tomorrow,

I am so sorry we didn’t realize this predicament sooner.

 

Dear Tomorrow,

I haven’t met you yet, but I already know you deserve a better tomorrow.

 

Dear loved ones in the future,

Even if it pains me to imagine how things are back home in Puerto Rico at the moment, I know things will flourish again. The land will heal, but we need to help it.

 

Dear Elliott,

We’re moving into uncertain times, and your dad and I worry. A lot. But you’re keeping us going. You’re pushing us to make better choices and not give up.

 

Dear Evan,

What has most inspired me to act is wanting to be able to look you in the eye and say, “When I became aware of the existential threat of climate change, I did all I could.”  Despite my pessimism, I act in the hope it can make a difference for future generations and all the precious life on our fragile planet.

 

Dear Future Self,

More than getting through a global pandemic that has already taken hundreds of thousands of lives around the world, our true feat is even larger: to secure our long-term health and the health of the ecosystems upon which we depend for life. To do that, we have to cut our emissions in half in the next ten years, and continue to reduce it beyond that. And to succeed in that, we need to fundamentally shift the way we do EVERYTHING.

View All Messages

Send Your Own Message