DearTomorrow,

Então, minha proposta, no qual estou engajado, foi de formar um POMAR com uma diversidade grande de espécies de árvores frutíferas, algumas conhecidas por mim e outras não, para que num momento mais adiante, tenhamos não apenas um reflorestamento, mas uma fonte de alimentos.

Share on:
Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on RedditShare on Google+Share on LinkedInShare on Tumblr

Para Daniella e Heitor,

Queridos filhos!

Decidi escrever esta mensagem, para que vocês, no futuro, possam entender melhor sobre minha preocupação atual sobre o nosso planeta. É realmente necessário alguma ação no sentido de frear o rumo desastroso com que, a passos largos, estamos conduzindo o nosso ambiente. Eu, além de compartilhar com ideias diversas sobre planos recuperativos, também sou partidário de ações preventivas.

Com esse intuito foi que adquiri aquela pequena propriedade – chácara- em Osório, aqui no município de Valença-RJ, para que eu pudesse, mais diretamente e num curto e médio prazo, praticar com aquilo que penso ser do meu alcance e no qual acredito, isto é, “o poder das plantas”.

Plantar, para mim, significa, não apenas retornar às minhas origens, quando retirávamos da terra quase todo o sustento da família. Significa também uma sensação de bem estar, de fortalecimento da alma, de liberdade. Uma pena que a velha expressão “em se plantando tudo dá” já não é tão verdadeira. O uso excessivo e descontrolado de inseticidas resultou em parasitas cada vez mais resistentes e o seu não uso praticamente inviabiliza qualquer tentativa de se colher. Entretanto, continuo acreditando nessa pequena possibilidade.

Então, minha proposta, no qual estou engajado, foi de formar um POMAR com uma diversidade grande de espécies de árvores frutíferas, algumas conhecidas por mim e outras não, para que num momento mais adiante, tenhamos não apenas um reflorestamento, mas uma fonte de alimentos. Essas frutas alimentarão também animais e aves, “domésticas” ou não, que por sua vez, dentro da legalidade e do bom senso, também poderão ser utilizados como fonte de alimentos. Acredito na obediência: TERRA-PLANTA-ÁGUA-ANIMAIS-VIDA.

Joaquim Ferreira de Paula

Share on:
Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on RedditShare on Google+Share on LinkedInShare on Tumblr
Sign the Environmental Voter Pledge